A HUMANIDADE SENTE QUE ALGO MUITO IMPORTANTE ESTÁ PARA ACONTECER


 

IN CURAND ,traducerea  in LIMBA ROMANA !
UMANITATEA SIMTE CA CEVA FOARTE IMPORTANT IN ISTORIA EI SE VA INTAMPLA
Subiectul blogului : POLE_SHIFT  vezi mai multe in Wikipedia : POLE SHIFT

 

„Waiting

Worries

Who care?

The times are near!”


Escrevo este texto (que nada mais é do que a compilação de tantos outros escritos que recebi ou, que pesquisei na internet). Vai tirar-vos algum do vosso tempo, mas garanto-vos que vale a pena.

É importante é que o leiam e o divulguem, porque mesmo aqueles que não acreditem, quando as coisas começarem a acontecer, se o medo não os tolher, ou se o pânico não os levar a cometer disparates, vão com toda a certeza lembrar-se de algumas partes deste escrito, principalmente o que está escrito em negrito ou «bold».

Desde há alguns anos, temos assistido a várias alterações no planeta. O império português dissolveu-se totalmente. Um dos sistemas políticos mundiais, o Comunismo, desapareceu na União Soviética que foi a mãe desse sistema e, esse império também se desfez.

ALGO MUITO IMPORTANTE ESTÁ PARA ACONTECER

Em 11 de Setembro de 2001 fizeram explodir as “Torres Gémeas” em Nova York. O Capitalismo está com as horas contadas, o prenúncio foi a crise financeira. Países com governos dito socialistas estão a chegar à bancarrota. Tudo isto tem ocasionado descontentamentos, greves, manifestações, violência nas ruas, etc. Grande parte da humanidade sente, de uma ou de outra maneira que se aproximam tempos difíceis.

©by:danIzvernariu Lisboa Portugal 2011 collections /©©fiveblueapples publications 1996 l.a. ca, us.

O clima no nosso planeta também tem estado a mudar. Aumentaram o número de furacões que anualmente fustigam as Américas Central e Norte. Aumentaram o número de terramotos e a sua potência, com elevado números de mortes. Em cada dia há mais erupções vulcânicas; a poluição gerada pela nossa tecnologia chegou a índices alarmantes; estamos enfraquecendo a camada de ozono que nos protege das radiações do Sol, etc. Estamos contaminando o planeta com os nossos dejectos industriais e com o nosso lixo. A devastação dos recursos naturais está acabando com as nossas fontes de abastecimento de água e com o oxigénio que respiramos. O Sol após algum tempo de acalmia começou a aumentar a sua actividade, com violentas explosões de Raios-X.

Estamos altamente dependentes da informática e dos telemóveis. Se algo acontecer, que provoque a eliminação dos satélites e da energia eléctrica, o caos informático e comunicacional ameaça-nos.

A pobreza generalizada pelos efeitos do caos financeiro e das economias é sentida por quase todos os países do mudo. Todos nós procuramos respostas e um caminho seguro para os tempos em que vivemos. E reconhecemos a partir dos problemas que enfrentamos diariamente que não vivemos em harmonia. Todos nós de uma maneira ou de outra sentimos que estamos começando a viver os tempos profetizados ao longo de muitíssimos anos.

Tudo isto são razões para que a maior parte dos 6.700.000.000 humanos que hoje vivem neste planeta, sintam que algo muito importante está prestes a acontecer.

Só não entende quem não quer entender. O senso comum da realidade está muito aquém do conhecimento da verdade. Os canais de compreensão estão fortemente bloqueados pelos erros entorpecentes mais comuns da nossa Civilização. Uma minoria atenta às grandes questões mundiais, já prevê a curto prazo as grandes modificações  na estrutura física do Planeta e conhece os seus efeitos nas grandes camadas populacionais. O ritmo entrópico do tempo acelera os resultados negativos do humano pensamento. Já ninguém duvida que nos estamos aproximando de um momento inexorável da nossa história como espécie. Nem os cépticos podem negar que algo está acontecendo a nível planetário, algo que vai mais para além dos conflitos sociais e ecológicos, ou da transformação do paradigma científico.

Para os que vivemos esta realidade como uma experiência energética de expansão e conexão, os tempos têm-se acelerado. Crescimentos abruptos, ruptura de vínculos, aparição de doenças quase sem cura, percepções acrescentadas, sincronicidades sem limite. Parece que estivemos vivendo num parque de diversões monumentais onde rapidamente se activaram efeitos especiais. Alguns encontraram a sua própria bússola para se manterem no eixo, outros estão-se apercebendo agora de que necessitam de uma, antes que a realidade acabe por se desmoronar sobre as suas cabeças.

Várias profecias com imensos anos, as dos Mayas, Nostradamus, Edgar Cayce, Peter Deunov, das religiões, crenças, profissões de fé, etc, etc, etc, apontam para vários cenários a acontecer no nosso planeta. Está escrito na Bíblia que, quando os factos acima descritos acontecessem ao mesmo tempo, estariam chegados os tempos do Apocalipse. O Apocalipse, escrito por João “o Evangelista” e ditado por Cristo, fala-nos das “tribulações”.

Os Mayas sabiam que isso ia acontecer exactamente nestes tempos, dado que apontam para uma data 21/12/2012, por isso deixaram-nos 7 profecias que falam das suas visões do futuro, que coincidem como o nosso presente. Essas profecias foram baseadas nas conclusões dos seus estudos científicos e religiosos sobre o funcionamento do Universo. Diziam que era o amanhecer da Galáxia para uma nova era, onde não haverá mais caos nem destruição.

Os Mayas deixaram-nos orientações para que nós, de maneira individual, contribuamos para levar a humanidade para o amanhecer da galáxia, para uma nova era, onde não haverá mais caos nem destruição. Mas estão enganados aqueles que pensam que o mundo termina, isso não vai acontecer. A Terra vai transladar-se para a 5ª Dimensão, e só aqueles humanos que estão preparados acompanhá-la-ão.

Na realidade o que se passa é que a Terra está chegando ao final de um ciclo de 25.920 anos aproximadamente, chamado Ciclo de Precessão dos Equinócios, que é literalmente um círculo imaginário, riscado na esfera celeste pela projecção do eixo de rotação terrestre.

Como sabem a Terra não é perfeitamente esférica, mas sim achatada nos pólos e bojuda no equador. O seu diâmetro equatorial é cerca de 40 km maior do que o diâmetro polar. Além disso, o plano do equador terrestre e, por conseguinte, o plano do bojo equatorial, está inclinado 23° 26′ 21,418″ em relação ao plano da elíptica, que por sua vez está inclinado 5° 8′ em relação ao plano da órbita da Lua.

No entanto, o eixo da Terra não é estável, não só por não ser uma esfera perfeita, como também porque ela ainda reage à força gravitacional, quer do Sol, quer da Lua, que distorce, de certa forma a sua rotação e, é por isso que se chama de ‘precessão dos equinócios’, o que significa que, como um pião, a Terra vai mudando o seu eixo aproximadamente a cada 25.920 anos. Do mesmo modo, o equador celeste escorrega o seu ponto de intersecção na elíptica mudando o ponto vernal (posição do Sol ao cruzar o equador celeste) que se move na direcção oeste ao longo do círculo da elíptica, na direcção oposta à faixa imaginária do firmamento celeste que inclui as órbitas aparentes da Lua e dos planetas Mercúrio, Vénus, Marte, Júpiter, Saturno, Urano e Neptuno, que em astrologia se chama zodíaco. O que quer dizer que o nosso planeta está mudando a sua vibração desde 1984 e esta mudança intensificou-se desde 1998 com o início da alteração dos pólos magnéticos. Quer dizer que há mais de 20 anos estão em curso alterações do magnetismo da Terra o que não acontecia há milhares de anos.

Chamo a vossa atenção para os dados científicos que colaboram com mais indícios sobre esta segunda metade e final do Grande Ciclo. Há 12.960 anos aproximadamente produziu-se uma drástica mudança climática a oeste da Europa, ao que parece, depois de uma mudança no rumo dos ventos gelados sobre o Atlântico, segundo foi confirmado por um grupo de cientistas,  explicando como pode mudar o clima de forma repentina.

O estudo, realizado sobre o pólen, minerais e outros materiais depositados durante anos nas profundezas do lago Meerfelder Maar, na Alemanha, apontam para uma abrupta mudança nos sedimentos devido a um repentino arrefecimento no espaço de um ano. “Os nossos dados indicam bruscas descidas de temperatura na climatologia desde o Outono até à Primavera de há 12.960 anos, coincidindo com outras alterações na mesma região”, informam os cientistas na revista Nature Geoscience.

A equipa já conhecia os arrefecimentos que se produziram no final da última idade de gelo, conhecido como o arrefecimento de Younger Dryas, ainda que com o novo estudo, que se desenvolveu na Alemanha, Suiça e nos Estados Unidos, se possam aclarar as causas e a sua duração exacta. “Cremos que as mudanças dos ventos representam uma alteração brusca no Atlântico norte”, asseguram.

O que as provocou?

Em relação ao que provocou estas mudanças dos ventos, os cientistas especulam com outros factores naturais. Os cientistas acreditam que o arrefecimento poderá ter sido causado pelo choque de um meteorito que tenha provocado o obscurecimento da luz do Sol devido ao pó levantado, sobrevindo a consequente descida brusca das temperaturas.

Outras teorias apontam para o debilitamento da corrente do Golfo um dos grandes e temidos problemas actuais, já que essa corrente está-se detendo, talvez causada pela entrada de água doce no Atlântico ou porque se tenham derretido os glaciares sobre a América do Norte e a Europa.

As conclusõess acrescentam provas sobre as condições necessárias para as mudanças bruscas do clima. Alguns cientistas acreditam que as mudanças podem ser causadas pelo aquecimento global ou pelas emissões de gases de efeito de estufa pelos humanos.

Outros sugerem que uma fusão dos pólos, por exemplo, poderá provocar o aumento do nível de água no Atlântico, o que poderá mudar as correntes e provocar uma mudança climática mais brusca.

Ainda no passado dia 27 de Novembro, recebi um e-mail da Agência de Notícias “The Camino & Cambios Planetários”, da Argentina, que dizia:

“Erupções do tamanho de Pompeia sob o gelo do Ártico

Pode haver uma resposta para o porquê das temperaturas da água do Ártico estarem aumentando enquanto o gelo se derrete. Vulcões Submarinos Massivos:  erupções vulcânicas remodelam o fundo oceânico do Ártico.

Os recentes vulcões massivos incrementaram-se no fundo do Oceano profundo na capa de gelo do Ártico, lançando colunas de magma fragmentado no mar, os cientistas filmaram a sequela, foi informado na quarta-feira.

„As erupções – tão grandes como as que sepultaram Pompeia – aconteceram em 1999 ao largo do Gakkel Ridge, uma cadeia montanhosa submarina que serpenteia 1800 quilómetros (1.100 milhas) desde o extremo norte da Groenlândia à Sibéria.

„Os cientistas não suspeitavam sequer que uma série simultâneas de  terramotos foram vinculados a estes espasmos vulcânicos. „Mas quando uma equipa liderada por cientistas dirigida por Robert Sohn da Instituição Oceanográfica Woods Hole de Massachusetts, finalmente conseguiram um primeira visualização do fundo oceânico 4.000 metros (13.000 pés) debaixo da barreira de gelo do Ártico, e ficaram atónitos.

O que viram foi uma prova inequívoca de erupções explosivas em vez da secreção gradual da lava borbulhante desde o manto terrestre no fundo oceânico.

O vale natural que é o oceano Ártico é possivelmente a razão pela qual as temperaturas da água do Ártico estão aumentando devido a que o aquecimento  causado pelas explosões massivas sob a água poderão não estar circulando para fora do vale.

São simples coincidências que as regiões do Oceano Ártico estejam experimentando uma delgada capa de gelo… na mesma região em que estes vulcões submarinos massivos acabam de ser descobertos?

 

Kristen Neiling
Dirección y Producción
Agencia CPl.News ®

thecamino.com.ar

 

Quando ocorre uma mudança do magnetismo da terra, surge também uma mudança nas consciências, assim como uma adaptação física à nova vibração. Estas alterações não acontecem apenas no nosso planeta, mas em todo o Universo, como a ciência actual tem comprovado. Informe-se sobre as mudanças das tempestades solares (que são tempestades magnéticas) e perceberá que os cientistas estão a par destes assuntos. Ou pergunte a um piloto aviador sobre o deslocamento dos pólos magnéticos, já que todos os aeroportos foram obrigados a modificar os seus instrumentos nos últimos anos.

Esta alteração magnética manifesta-se como um aumento da Luz, um aumento da vibração planetária. Para entender mais facilmente esta questão, é preciso saber que a vibração planetária é afectada e
intensificada pela consciência de todos os seres humanos.

No dia 20 já tinha recebido este outro e-mail:

“A termosfera está a „encolher”

Os cientistas estão perplexos ante uma diminuição da atmosfera superior terrestre mais pronunciada do que o esperado, que ocorreu durante o profundo mínimo solar de 2008-2009.

Investigadores, financiados pela NASA, estão monitorizando um evento importante na atmosfera do nosso planeta. A grande altitude sobre a superfície da Terra, no sitio onde a atmosfera se encontra com o espaço, uma capa de gás raro, chamada „termosfera”, colapsou recentemente e está agora a soltar-se novamente.

„Esta é a contracção mais pronunciada da termosfera em, pelo menos, 43 anos”, disse John Emmert, do Laboratório de Investigação Naval, que é o autor principal de um artigo que anunciou o achado, na edição de 19 de Junho do Geophysical Research Letters (GRL ou Cartas de Investigação Geofísica). „Isto constitui um record da Era Espacial”.

O colapso ocorreu durante o profundo mínimo solar que teve lugar em 2008-2009 (um facto que por si só não surpreende os cientistas). A termosfera sempre arrefece e contrai-se quando há pouca actividade solar. Nesta ocasião, no entanto, a magnitude do colapso foi duas a três vezes maior do que se poderia  atribuir à baixa actividade solar.

“Estão acontecendo coisas que não entendemos”, disse Emmert.

O limite da altura da termosfera varia desde os 90 km até mais para além dos 600 km. É o domínio dos meteoros, das auroras e dos satélites que passam roçando a termosfera no seu percurso à volta da Terra. Também é onde a radiação solar faz o primeiro contacto com o nosso planeta. A termosfera intercepta os fotões do ultravioleta extremo (UVE) do Sol antes que alcancem o solo.

Quando a actividade solar é alta, o UVE solar aquece a termosfera, causando desse modo que cresça como uma tarte em cozimento no forno. (Este aquecimento pode fazer com que as temperaturas subam até aos 1400 K (daí o nome termosfera). Quando a actividade solar é baixa, acontece o oposto.

Recentemente, a actividade solar foi muito baixa. Em 2008 e 2009, o Sol entrou em mínimo solar como os que acontecem somente uma vez em cada século. Apresentaram-se poucas manchas solares, quase não se produziram erupções solares e a radiação UVE do Sol esteve num nível muito baixo. Os investigadores imediatamente dirigiram a sua atenção para a termosfera para ver o que acontecia.

 

Como é que se pode saber o que está acontecendo na termosfera?

Emmert utiliza uma técnica engenhosa. Devido a que os satélites experimentam arrasto aerodinâmico quando se movem  através da termosfera, é possível monitorizar as condições que ali imperam observando o descaimento orbital dos satélites. Analisou as taxas de descaimento de mais de 5.000 satélites num intervalo de altitudes desde os 200 até aos 600 km e num período de tempo que cobre desde 1967 até 2010.

Isto proporcionou uma amostra única, em tempo e espaço, da densidade, da temperatura e da pressão termosféricas, a qual abarca quase toda a Era Espacial. Desta forma, o cientista descobriu que o colapso termosférico que teve lugar em 2008-2009 foi não somente mais pronunciado do que se esperava, senão também o maior do que a actividade solar pode explicar.

Uma explicação possível á a presença de dióxido de carbono (CO2).

Quando o dióxido de carbono alcança a termosfera, funciona como um refrigerante, extraindo calor através da radiação infravermelha. Sabe-se que os níveis de CO2 da atmosfera terrestre aumentaram recentemente. O CO2 adicional na termosfera pode ter incrementado o arrefecimento causado pelo mínimo solar.

„Mas os cálculos não concordam do todo”, disse Emmert. „Inclusive se se toma em conta o CO2 usando o nosso conhecimento mais avançado acerca de como funciona como refrigerante, não podemos explicar completamente o colapso da termosfera”. Segundo Emmert e os seus colegas, o baixo nível de UVE solar explica 30% do colapso. O CO2 adicional explica outros 10%. Isto faz com que fique 60% do tema sem explicação alguma de momento.

No artigo publicado no GRL, os autores reconhecem que a situação é um tanto complicada. Há mais em jogo do que meramente o UVE solar e o CO2 terrestre. Por exemplo, as tendências climáticas globais poderão mudar a composição da termosfera, alterando a suas propriedades térmicas e a forma como responde a estímulos externos. Poderá suceder que a sensibilidade da termosfera à radiação solar esteja aumentando.

„As anomalias na densidade poderão significar que se alcançou um ponto crítico climatológico, ainda não  identificado, ligado a um balanço de energia a a processos químicos”.

Ou talvez não.

Poder-se-iam encontrar importantes pistas na forma como a termosfera ressalta. O mínimo solar está agora chegando ao fim, a radiação UVE do Sol está incrementando-se e a termosfera está começando a insuflar-se de novo. A forma exacta em que esta recuperação ocorra poderá revelar a importância relativa das contribuições que provêm de fontes solares e terrestres. „Continuaremos monitorizando a situação”, disse Emmert.

Para obter mais informação,  consulte: Emmert, J. T., J. L. Lean y J. M. Picone (2010), Record-low thermospheric density during the 2008 solar minimum (Densidad termosférica récord durante el mínimo solar de 2008), Geophys. Res. Lett., 37, L12102.”.

 

Kristen Neiling
Dirección y Producción
Agencia CPl.News
®

thecamino.com.ar

Cada pensamento, cada emoção, cada ser que desperta para a Consciência da Fonte Pai/Mãe, eleva a vibração do planeta. Isto pode parecer um paradoxo, uma vez que vemos muito ódio e miséria à nossa volta, mas é assim mesmo. O que os Mayas dizem nas suas profecias é que 2012 é o fim de uma civilização

Mas afinal o que vai acontecer?

O Sistema Solar gira em torno de Alcione, estrela central da constelação Plêiades. Esta foi a conclusão dos astrónomos Freidrich Wilhelm Bessel, Paul Otto Hesse, José Comas Solá e Edmund Halley, depois de estudos e cálculos minuciosos.

O nosso Sol é, por conseguinte, a oitava estrela da constelação – localizada a aproximadamente 28 graus de Touro – e leva cerca 26 mil anos para completar uma órbita ao redor de Alcione, movimento terrestre também conhecido como Precessão dos Equinócios. A divisão desta órbita por doze resulta em 2.160 anos, tempo de duração de cada era „astrológica” (Era de Peixes, de Aquário, etc). Descobriu-se também que Alcione tem à sua volta um gigantesco anel, ou disco de radiação, em posição transversal ao plano das órbitas dos seus sistemas (incluindo o nosso), que foi chamado de Cinturão de Fotões. Um fotão consiste na decomposição ou divisão do electrão, sendo a mais ínfima partícula de energia electromagnética, algo que ainda se desconhece na Terra.

Detectado pela primeira vez em 1961, através de satélites, a descoberta do Cinturão de Fotões marca o início de uma expansão de consciência além da 3ª Dimensão. A ida do homem à Lua nos anos 60 simbolizou esta expansão, já que antes das viagens interplanetárias era impossível perceber o Cinturão. A cada 12.960 anos o Sistema Solar atravessa este cinturão de fotões penetrando no espaço mais próximo de Alcione, levando cerca de dois mil anos a atravessar esse espaço, até atingir o lado contrário àquele por onde entrou, atravessando de novo este cinturão para fora desse espaço. A última vez que a Terra passou por ele foi durante a „Era de Leão”, há cerca de doze mil anos.

Na Era de Aquário, processo que já está em curso, ficaremos outros dois mil anos dentro do espaço de radiação de Alcione. Todas as moléculas e átomos do nosso planeta passam por uma transformação sob a influência dos fotões e dos raios Gama (também chamados Partículas Adamantinas), sendo necessária uma readaptação a novos parâmetros. A excitação molecular cria um tipo de luz constante, permanente, que não é quente, uma luz sem temperatura, que não produz sombra ou escuridão. Talvez por isso os hinduístas chamem de „Era da Luz” aos tempos que estão por vir. De acordo com as cosmologias Maya e Azteca, 2.012 é o final de um ciclo de 104 mil anos, composto de quatro grandes ciclos Mayas e de quatro grandes eras Aztecas.

Humbatz Men, autor de origem maya, fala em „Los Calendários” sobre a vindoura „Idade da Luz”. Bárbara Marciniak, autora de „Mensageiros do Amanhecer, da Ground e „Earth”, da The Bear and Company e a astróloga Bárbara Hand Clow, que escreveu „A Agenda Pleiadiana”, da editora Madras, receberam várias canalizações de seres pleiadianos.

Essas revelações falam sobre as transformações que estão a ocorrer no nosso planeta e nas preparações tanto física quanto psíquicas que estamos a ser submetidos para realizarmos uma mudança dimensional. Estas preparações físicas são também necessárias porque se aproxima uma “onda galáctica”, vinda do Sol central da nossa Galáxia, formada essencialmente por raios Gama.

Estes fenómenos que estão a acontecer e os outros que se estão a aproximar causarão então grandes transformações no nosso planeta, também chamado “Gaya”, porque este vai ascender para a 5ª Dimensão.

Disse O.M. Aivanhov numa mensagem canalizada, publicada no site autresdimensions.com: “Vocês observaram (eu já disse): o cinturão de Fogo dos vulcões do Pacífico despertou-se no início do ano. Eu falei, há muito pouco tempo, de outros cinturões de Fogo e o último a despertar-se é o da cordilheira dos Andes, os vulcões que estão na cadeia Andina. Eles despertarão. Faltam mais as Caldeiras, algumas começam-se a despertar. Falta mais Yellowstone, nos Estados Unidos, mas, a partir daquele momento, a Terra não existirá mais nessa Dimensão. Então, o que é que vocês fazem? O problema é diferente porque, quando vocês estão encarnados num corpo e chegam ao final da vida, sabe-se que o corpo morre. Mas, aí, não são vocês que param de viver na Dimensão em que estão, é o Planeta. Então, o que vocês fazem nesse caso? Eu tranquilizo-vos, será feito para cada um segundo a sua fé (não crença), e sobretudo, segundo a sua Vibração. Simplesmente, a Terra não existirá mais nessa Dimensão. É preciso estar consciente e estar lúcido sobre o que acontece actualmente. A hora não é mais para se dizer: «isso não acontecerá», «é para daqui a dez anos» ou «é para 2012» ou «é para nunca», porque os factos são factos. Os pólos físicos da Terra estão-se movendo. As placas tectónicas da Terra estão-se movendo. As forças gravitacionais da Terra estão-se movendo. A Terra está passando de um diâmetro de mais ou menos 7.900 Milhas (12.756 km) para 10.000 Milhas de diâmetro (16.093 km). O que vos falta mais? Os vossos Céus preenchem-se de Naves. Eu creio que aí, é preciso abrir os olhos para a realidade do que acontece no vosso plano Dimensional, mesmo sem falar das Naves. Informem-se, olhem o que acontece com os vulcões, olhem o que acontece com os oceanos, olhem o que acontece com os pólos. É uma Verdade, não é uma ilusão, não é? Uma vez que isso se refere directamente ao vosso plano de vida. É o ciclo de 25.920 anos que termina, aí, agora.”

As conexões inter-dimensionais são feitas através de ressonância e para sobrevivermos à radiação que se aproxima temos que nos afinar a um novo campo vibratório. Ter uma alimentação natural isenta de elementos químicos, viver próximo da natureza ou ir até lá, longe da poluição e da radioactividade, libertar as emoções bloqueadas e reprimidas, meditar levando a consciência ao Coração sem deixar interferir o mental, ou seja, libertar-se de quaisquer pensamentos durante esse estado meditativo, abandonar-se à Luz, não com o pensamento ou com palavras, mas com o Coração, contribuem para a transição.

Humildade e simplicidade são essenciais, assim como estar em estado de alerta para perceber as sincronicidades e captar os sinais vindos de outras esferas.

Alcione, o Sol Central das Plêiades, localiza-se eternamente dentro do Cinturão de Fotões, activando a sua luz espiralada por todo o Universo.

Mas afinal e nós no meio de tudo isto? Nós somos os mais beneficiados. Todos nós, seres em corpos de carbono na Terra estamos a passar por um processo de iniciação colectiva e escolhemos estar aqui nesta difícil época de transição do nosso planeta, que atingirá todo o Universo.

Os fotões funcionam como purificadores da raça humana e, através das suas partículas de Luz às quais estamos expostos nos raios solares, em breve estaremos imersos nesta „Era de Luz”, depois de onze mil anos dentro da Noite Galáctica ou Idade das Trevas, como os hindus se referiam a Kali Yuga.

Como um sistema de reciclagem do Universo, o Cinturão de Fotões inicia a Era da Luz. Cada partícula vai-se alojando em todos os cantinhos do nosso planeta trazendo a Consciência (Luz), a Verdade, a Integridade, a Ética e o Amor Mútuo. Cada um de nós tem um trabalho individual para desenvolver aliado ao trabalho de conscientização da humanidade.

Os corpos que não refinarem as suas energias não conseguirão ficar encarnados dentro desta 3ª Dimensão chamada dissociada, vivência na dualidade [criada pelos Arcontes (os Dracos)], na matriz da Ilusão, dado que esta desaparecerá, pelo que passarão para a 3ª Dimensão Unificada.

E todos nós redescobriremos a nossa multidimensionalidade e activaremos as nossas capacidades adormecidas dentro da Noite Galáctica. A inteligência da Terra será catalisada para toda a Via Láctea.

Todos estes acontecimentos foram registados no Grande Calendário Maya, que tem 26 mil anos de duração e termina no solstício de inverno, no dia 21 de Dezembro de 2012 dC, que marca a entrada definitiva da Terra no espaço de Alcione por 2000 anos ininterruptos.

Então o que podemos fazer?

O nosso planeta está a perder velocidade de rotação e, vai parar. Quando tal acontecer, como é lógico, parte do planeta vai ficar na obscuridade durante 72 horas, tal como está escrito na Bíblia – Novo Testamento, S.Mateus, 24, 27-36:

 

©fiveblueapples publications 1996 l.a. ca, us.

Inspired by:Ezekiel chapters 38-39 prophecy by:danIzvernariu Lisboa Portugal 2011 collections

“Porque, assim como o relâmpago (Sol) sai do Oriente e se mostra até ao Ocidente, assim será a vinda do Filho do homem. 28 Em qualquer lugar, em que estiver um cadáver até se juntarão as águias. 29 E, logo depois da tribulação daqueles dias, escurecer-se-á o Sol, a Lua não dará a sua luz, as estrelas cairão no céu (meteoritos?), e as potestades (seres celestiais) dos céus serão abaladas. 30 Então aparecerá o sinal do Filho do homem no céu, e todas as tribos da Terra chorarão, e verão o Filho do homem vir sobre as nuvens do céu com grande poder e majestade. (atenção, Ele virá com o mesmo corpo com que partiu, o corpo de éter);

 

31 E mandará os seus anjos com poderosas trombetas (naves da Confederação Intergaláctica da Luz), e juntarão os seus escolhidos dos quatro ventos, de uma extremidade dos céus até à outra. 32 Compreendei isto por uma comparação tirada da figueira: Quando os seus ramos estão tenros e as folhas brotam, sabeis que está perto o estio; 33 assim também quando virdes tudo isto, sabei que está perto, às portas. 34 Na verdade vos digo que não passará esta geração (12.960 anos), sem que se cumpram todas estas coisas. 35 O céu e a Terra passarão, mas as minhas palavras não passarão. 36 Mas, quanto àquele dia e àquela hora, ninguém sabe, nem os anjos do céu, nem o Filho, mas só o Pai.

Mas acreditem ou não, a Amada Mãe Maria, 72 horas antes de isto acontecer, informará toda a humanidade, um a um o que vai acontecer. Como? De várias formas: ao ouvido, á intuição, ao Coração, pela mediunidade (dos que a têm). Alguns, quando ouvirem, vão pensar que estão doidos. Uns aceitam, outros não, é a liberdade que nos assiste.

A seguir, com a chegada da “Onda Galáctica” muito vai acontecer à Terra.

Quanto a nós, quando começarmos a sentir um grande tremor e um barulho assustador, é aconselhável não termos medo, nem entrarmos em pânico. Vejam o que aconteceu aquando da queda das Torres gémeas em Nova York. Alguns atiraram-se de grande altura. O que ganharam com isso? Houve alguns que ficaram quietos e saíram de lá ilesos.

Então, devemos ficar onde estamos, deitados, e tentemos abstrairmo-nos do que se passa à nossa volta, tentando levar a Consciência ao Coração. Não deixemos que a mente se sobreponha. Quanto aos familiares, devemos aconselhá-los a fazerem o mesmo, se alguém desatar a fugir não devemos ir atrás.

A partir do momento em que aceitemos o fluxo da Energia Universal (Energia Cósmica), ela começa a passar por todos os canais dos nossos corpos e o medo não mais estará presente. Se não existirem obstruções, que são os pontos de conflito (uma mente perturbada ou um coração endurecido onde a energia não flui), os acontecimentos exteriores transcorrerão de maneira harmoniosa, não havendo necessidade do temor. Os que se virem dentro dos seus Corpos de Luz (Corpos de Existência, de Eternidade), com a energia fluindo com harmonia, podem ter a certeza de que, aos poucos, ao reeducarem os vossos pensamentos e sentimentos, o medo desaparecerá e vocês irão ao encontro da tranquilidade, percorrendo a aprendizagem que precisavam realizar.

Alguns dirão: eu não tenho medo, mas todos nós temos medos.

As origens dos medos são: medo da perda, do desconhecido, da mudança, de conturbações sociais ou económicas, do fracasso, da rejeição, da incompreensão, de perder o emprego, de ser assaltado, de ficar sem dinheiro, da escassez, da morte, do medo. Olhem a quantidade de medos. Se abrirmos o baú, ficaremos horas falando deles.

O grande medo primário é o medo de morrer. Podemos ter medo de sermos assaltados, por exemplo, mas no fundo o que tememos mesmo é a morte. Na verdade, o ser humano, quando nasce, tem uma única certeza: a de que um dia vai morrer. Temos medo daquele momento final, em que passamos para o outro lado. Na verdade, só quando pudermos aceitar a morte como a outra face da vida é que poderemos viver sem medo, pois o máximo que nos pode acontecer é morrer. Os restos dos medos ressumem-se ao medo de viver e ao medo da rejeição, de não ser amado.

E quanto às crianças?

Não se preocupem. As crianças têm uma forma diferente de descodificar o mundo da do adulto. Ela é só sensibilidade, não tem as protecções da racionalidade que nós temos. Todas as crianças que ainda não perfizeram os 15 anos sabem bem o que têm a fazer, Elas trazem no cérebro como actuar. Assim que as coisas começarem a acontecer, faz-se o clique e elas de imediato se preparam. Imitem-nas. Elas vieram para nos ensinar.

É importante o Perdão com Amor. Assim, devem concentrar-se pedindo com o Coração Perdão a todos aqueles que ofenderam com pensamentos, palavras e, ou actos e Perdoarem com o Coração e com muito Amor todos os que vos magoaram por pensamentos, palavras e actos. 

Outra coisa importante: sejam humildes e simples, abandonem-se à Luz, não com a cabeça mas com o coração. Recordem-se do que disse Cristo na cruz: “Que se faça a Vossa Vontade e não a minha Pai”.

 

“Todos se curvam para aqueles que se curvam primeiro. Sendo assim, o sinal de grandeza é a humildade. Ela capacita a pessoa a tornar-se confiável, flexível e adaptável.

Na extensão em que alguém se torna humilde ele se torna grande nos corações de todos. Quando a humildade está incorporada sempre haverá a disposição de escutar e aceitar os outros, o que contribui para elevar a auto-estima deles.

Humildade é a virtude que torna o ser humano digno de louvor.”

Dadi Janki

O que escrevi não é nada que o vosso coração não saiba.

Por isso, explorem o vosso universo interior: não percam esta oportunidade que a Fonte de todos vos proporcionou… o Amor!

Quantas vezes nos encontram extremamente preocupados com inúmeros factores e acontecimentos externos, sem nos questionarmos por um instante de que forma é que isso nos afecta? Respeitem a Suprema Luz que sois vós… Vida!

A verdadeira riqueza não está no brilho do ouro, mas sim no cintilar da Luz Divina que habita o vosso Coração… o Amor!

A superação faz parte da evolução. Acreditem sempre no vosso potencial: expandam a vossa Consciência, acendam os vossos chakras, pensem nobre, sejam conquistadores do Amor incondicional. Sejam LuzVida!

Façam com que o sol nasça todos os dias dentro de vós, sintam que vale a pena viver, sintam que vale a pena Amar e SerAmor!

Sorriam com o Coração, vivam com harmonia, a mudança é necessária, a evolução tem pressa. Superem os apegos, eduquem o vosso ego que insiste em não querer mudar. Sintam o perfume das rosas, esqueçam os espinhos, procurem o discernimento, elevem os vossos pensamentos e AmemVida!

A Luz chama-nos a todo o momento; deixem a vossa alma ouvir esse chamamento: a Fonte de todos honrou-nos com esse presente que é a magia da Vida; por isso fechem os olhos, abram um largo sorriso no coração e pensem bem forte: “Obrigado Luz Divina que permeia tudo…” Amor!

Vou ter a liberdade de vos sugerir um exercício de visualização:

Coloquem-se numa posição confortável…

Coloquem uma música suave no ambiente, uma música inspirativa.

Procurem elevar os vossos pensamentos…

Agora comecem a visualizar um ponto de Luz surgir dentro do vosso peito, no chakra cardíaco. Ampliem suavemente essa Luz… Procurem prestar atenção á música… Percebam que esse ponto de Luz vai transformando-se numa estrela de cinco pontas, prateada, cintilante…

Visualizem dentro dessa estrela as palavras “Amor”- “Vida”.

Façam surgir uma estrela em cada palma das mãos, também com o mesmo brilho intenso e viçoso.

Façam com que essa Luz prateada se espalhe por todo o vosso corpo… Agora intensifiquem esse brilho…

Pensem em dividir essa Luz com o Universo, com o Todo que está em tudo. Sejam Luz, sejam Vida, sejam Amor… Sempre!

Sejam felizes, e façam desse dia, um dia muito importante da vossa vida!

Consciência é Luz. Luz é Informação.

Informação é Amor. Amor é Criatividade.

Um olhar sobre uma nova perspectiva, não será o Fim do Mundo.

Vítor Malha

 

About FIVEBLUEAPPLES

"Poti face tot ce doresti insa nimanui rau" Aleister Crowley FIVEBLUEAPPLES este un spatiu in care studiem si comentam simbolul esoteric , principiile alchimice a celor 5 mistere si autocunoasterea Sinelui. Bazat pe teorii Jungiene incercam sa refacem dand sens explicativ drumului in Legenda Personala urmand simbolulrile Arcanelor Majore ale Tarotului in sens filosofic desigur. FIVEBLUEAPPLES nu este si nu va fi o organizatie sau religie ; este un spatiu care reuneste persoane cu dorinta cunoasterii , cu puterea personalitatii si cu frumusetea interioara indiferent de crez religios ,sex sau nationalitate. Militam pentru armonie, pentru umanism si liberalism si punem egal fara nici cea mai mica diferenta intre femeie si barbat. Consideram ca sec. XXI este secolul reanvierii spiritualitatii si inceputul unei noi ere a marilor Revelatii. Mottoul nostru este: "Faci tot ce doresti dar nimanui rau!" Adm blog . USA : Gabriel Fischer Adm blog Canada: Nina Russell Adm account Australia : Dan Izvernariu

We check our emails several times each day and will respond to your enquiry as soon as possible

Te rog autentifică-te folosind una dintre aceste metode pentru a publica un comentariu:

Logo WordPress.com

Comentezi folosind contul tău WordPress.com. Dezautentificare / Schimbă )

Poză Twitter

Comentezi folosind contul tău Twitter. Dezautentificare / Schimbă )

Fotografie Facebook

Comentezi folosind contul tău Facebook. Dezautentificare / Schimbă )

Fotografie Google+

Comentezi folosind contul tău Google+. Dezautentificare / Schimbă )

Conectare la %s